sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Coisas a fazer


Ando a tentar organizar-me, confesso que tem custado porque a vida é feita de hábitos e embora adore organização a verdade é que nunca tive esse hábito.

Comprei uma agenda para 2011 onde colocarei as coisas todas a fazer.

Por agora uso um caderninho.

Para este fim de semana:

- Acabar umas encomendas para amanhã
- Amanhã de tarde se der tempo ir à terra dos sonhos com a pestinha
- Amanhã à noite jantar de grupo
- Domingo como não tenho a pestinha dormir até tarde
- No resto do tempo dar a ferro, limpar cozinha, aspirar a casa.
- Preparar a ementa para a semana
- Arranjar a roupa para a semana
- Decorar a estrela de natal para a escolinha da pestinha.

E já acho muita coisa. Vamos lá ver se me organizo.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

E no meio

de "bom dia amor da minha vida..." e "boa noite amor, quem me dera estar ai contigo".

No meio de "hei de lutar até ao fim dos meus dias, e vou-te provar que é contigo que quero estar" e " Já te disse hoje o quanto és linda, bonita, carinhosa, sexy, boa, trenga, parola, mula (adjectivos que costumavamos chamar um ao outro), mas es perfeita para mim. E que te amo?"

No meio disto tudo existe aquele sorrisinho que faz bem há alma, mas de pé atrás...

E isto só para dizer que era bem mais fácil se não existisse quimica, aquela quimica que me deixa com pele de galinha.
Em que basta um toque dele, mesmo inocente, para me por doida.

Raio de quimica estupida!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

E

Quando o coração diz sim, vai em frente, e a cabeça diz não?

Estou para já a ouvir a cabeça pois ela é que tem razão, mas confesso que o coração está apertadito.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

E se...

De repente, depois de superar aos poucos o que se passou, aquele outro deitasse uma bomba de "amo-te e estou arrependido de tudo", assim sem mais nem menos... ?!

E se....
E se....

E o e se não me sai da cabeça....

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Sonhar com ele 3dias seguidos, relembra-me que afinal ainda não o esqueci como pensava...

Mas ao acordar em vez de dor, tenho saudades, podia ser pior certo?

Recomeço II

Foi o meu armário, foi o escritório, foi a sapateira, tudo organizado e bonito (para a miuda ir lá e tirar tudo do sitio mas pronto), fica a faltar a cozinha, e a sala.

4 a 5 sacos de coisas minhas para dar.

E dele afinal ainda tinha muita coisa.

E muito ainda falta!

sábado, 27 de novembro de 2010

Recomeço parte I

Aquela roupa todo dentro do armário que não me serve vai embora, 1º porque não serve, 2º porque quando servir, se servir algum dia, já estará fora de moda lol.

1ª tarefa, organizar o armário!! :D

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Ontem tive de pegar em mim e tirar-me de dentro de casa.
Ando numa fase bipolar, hoje estou bem, amanhã mal, há 1 hora ria-me, 1 hora depois sentia o peito rebentar.

A vontade do que quer que seja é nula, o sono não me larga, se calhar porque esta dor no peito me esgota o resto do corpo.
Mas ontem, ontem chegou a um ponto tal que não aguentava mais.

A simples birra da minha filha estava a fazer-me latejar cada pedaço de mim, ao ponto de pensar que ou cortava os pulsos ou saia porta fora para respirar.

Claro que ela não tem culpa de nada disto e para ela ver a mãe assim deve ser algo que a confunde, que não entende. E como ela é uma criança com muita vida, que requer muita atenção,  quando lhe falta essa atenção faz birras de meia noite. Mas a verdade é que as minhas forças neste momento não dão para muita coisa, doi-me cada pedaço do corpo, queria era ter silencio à minha volta, um momento de paz, de estado zen, que me deixasse pensar em tudo, respirar algumas vezes e pronto, estaria pronta para mais um dia.

Mas tenho responsabilidades que não me largam, e está dificil gerir os sentimentos que tenho, a vontade assim como todas as responsabilidades.

E todos me dizem "tens uma filha" e eu digo que sim tenho, e me sinto culpada pela falta de tempo que tenho para ela, porque para além da minha filha tenho uma casa para pagar sozinha, contas, 2trabalhos, uma responsabilidade às costas que não estou a conseguir gerir sozinha, porque a minha mente neste momento não me deixa ter capacidade disto tudo.

E acaba por ser um ciclo vicioso, todos os dias tenho de acordar, aturar mais uma birra, fazer pequenos almoços, dar mais dois berros de "come", "calça-te", "anda pentear", enquanto penso que já estou atrasada, nem sempre por culpa dela mas sim minha que devia acordar mais cedo, mascomo acordar mais cedo se nem o despertador tenho ouvido?

E depois é um correr para levá-la ao infantário, com mais um stress de "poe o cinto" e ela teima que não põe. Enquanto penso no infantário penso que já estou atrasada, que à noite ainda tenho de ir ao supermercado, que tenho alguma encomenda para despachar, e que não sei que fazer de jantar porque ela não come quase de nada e fazer comer para deitar fora custa-me.

E o dia passa, 9 horas de trabalho, que me dá cabo da mente não do corpo, quando de lá saio lá corro eu para ir buscar ao infantário, e se for dia de piscina toca de correr porque sair às 5.15 e ter de estar na piscina às 6 só mesmo a correr. E se não há piscina há outras coisas. E no entretanto penso, quando poderei limpar a casa? e dar aquela roupa toda a ferro?

Pois e é nestes momentos que gostava de ser invencivel mas não o sou, e recrimino-me por não ser aquele ser perfeito que queria ser. E é nessas alturas que caio, e sufoco, e penso que não fui feita para esta vida e que pela primeira vez me estou a dar por vencida, porque infelizmente as minhas forças esgotaram-se, ou melhor acabei por me esgotar a mim mesma.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Ante ontem choradeira pegada, ontem um alivio, hoje já me ri à gargalhada, andei bem, até que chego a esta hora e percebo que esta dor no peito não me sai desde sexta.

E ao aperceber-me disso volto à choradeira pegada...

Há de passar e vai passar.... Podia era ser mais rapido e sem bipolaridades.

E sem pensar que amanhã vou acordar e tudo isto nao passou de um pesadelo.

Também ajudou o ele dizer que quer ser meu amigo e eu acabar por ver que na verdade ele nunca quis nem quer ser meu amigo. Tanto que ele preferiu faltar aos anos do primo de 10 anos do que me encarar.

Coisas da vida.

Agora a vida continua, sem ele é certo mas com outras pessoas que não me deixaram mal neste momento complicado.

Ando a conhecer gente nova a tentar mudar um pouco o que era e ainda sou.

Vai passar, demora mas passa.....

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Doer

Há dores pelo qual não deviamos ter de passar. Eu já me tinha esquecido o quanto doi perder alguém que se ama, mas perdi, e doi, e a doer é tanta que remoi, destroi, mata lentamente.

Sei que um dia vai passar, mas neste momento e como me sinto.

NEstes dias tenho chorado por tudo. Começou por uma decepção amorosa que me levou a chorar por tudo e nada.

Porque o meu pai morreu e tenho saudades dele, porque sei que neste momento iria ouvir algo do tipo "és bonita, tens uma vida à frente deixa de ser assim" mas sei que no fundo o que ele queria e quer é que seja feliz. Mas teno saudades dessas frases que eu nunca seguia à risca, mas que era bom saber que ele estava ali.

Da minha avó que me dava colo sempre que precisava porque era a quem recorria em alturas como estas. E as saudades que tenho dela. De ouvir "sabes um dia tudo melhora" ou apenas me deitar juntinho a ela e chorar sem um ai vindo dela apenas um braço em minha volta.

Porque nestes dois anos é só azares atras de azares, porque me dicorciei, porque a minha avo morreu logo a seguir, porque tive 2 acidentes de carro, porque nunca tive o apoio daquela pessoa por quem me apaixonei, depois morre o meu pai, o meu irmao tem um acidente, perco um sobrinho/a e no fim a minha relaçao acaba. E é o fim desta relação que me faz chorar por isto tudo.

E eu que tinha a mania que era forte e não chorava...

Voila afinal sou tão fraca como qualquer outro ser humano.

Dou demais de mim, esgoto me a mim mesma.

E amanha faz um ano que perdi o meu pai.... um ano que ouvi o meu irmao em altos berros e choro ao telefone. Lembro me de não acreditar no que ele estava a dizer, e depois pensar que nao podia chorar, e so pensava no meu irmao, como estaria q so queria era estar com ele.

Lembro me como se fosse hoje. Cada palavra, cada minuto....

E hoje sinto me pequenina em todos os aspectos.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

O meu avô paterno

O meu avô paterno sempre foi muito "azedo" por assim dizer.
Eu como estava habituada a uma avó materna super meiga, a ideia de ir todos os domingos para o meu avô era péssima, mal via o domingo chegar já toda eu tremia.

Não que ele alguma vez me batesse, mas a maneira dele falar, de reagir, assustava-me.
Muitas vezes queriamos brincar e ele não deixava mexer em nada. Se eu levava ténis, era porque parecia um rapaz e devia ter sapatos para ser uma mulherzinha. Se algo não corresse à sua feição era um problema.
E pior de tudo havia defeitos em tudo o que os filhos ou netos faziam.

Quando casei fugir os domingos foi das melhores coisas, claro que o ficar em casa no choco era muito melhor que ir apanhar frio ou chuva, e ter de ouvir algum defeito à minha vida ou maneira de ser ou estar.

Mas este mesmo avô, este domingo passado que fomos festejar os anos dele e da minha avó, mostrou uma faceta desconhecida para mim.
Muito amigo da minha avó, a abraça-la, a falar conosco, a rir-se. Foi dos melhores domingos passados com ele.
Contou-nos a história da vida dele, mostrou um amor pela minha avó que eu sempre duvidei que tivesse. Não meteu defeitos a nada, divertiu-se. E eu que pensava que ele me ia fazer perguntas sobre o fim da minha relação, visto ele ter sempre algo a apontar a verdade é que não fez.

Numa outra altura ele dir-me-ia "pois nem os namorados sabem escolher, se acabaram melhor é para não te meteres nisso de novo" ou algo por ai.
Mas desta vez não, lançou a frase "então agora estás sozinha?", mas muito baixo, muito calmo, e eu já a pensar "ok diz lá o que tens a dizer", mas não disse, quando eu respondi "sim estou", ele apenas disse "vá melhores dias virão, vais encontrar alguém melhor"....

Fiquei de queixo caido, e acho que ainda estou.

Sei que ele mudou muito depois da morte do meu pai, 2º filho que perde em 10anos. Sei que envelheceu uns bons anos por essa mesma razão mas nunca pensei que tivesse mudado a este ponto.

E ele sim fez-me ver que as pessoas mudam, pode demorar anos, mas mudam!!

Gostei deste avô. Que em vez de me condenar por lá não ir apenas me disse "vê se apareces, sei que agora trabalhas muito mas aparece".

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Descobri a musica certa...

Às vezes, no silêncio da noite
Eu fico imaginando nós dois
Eu fico ali sonhando acordado, juntando
o antes, o agora e o depois
por que você me deixa tão solto?
por que você não cola em mim?
Tô me sentindo muito sozinho!

Não sou nem quero ser o seu dono
É que um carinho às vezes cai bem
Eu tenho meus desejos e planos secretos
só abro pra você mais ninguém
por que você me esquece e some?
e se eu me interessar por alguém?
e se ela, de repente, me ganha?

Quando a gente gosta
é claro que a gente cuida
fala que me ama
só que é da boca pra fora
ou você me engana
ou não está madura
onde está você agora?

Quando a gente gosta
é claro que a gente cuida
fala que me ama
só que é da boca pra fora
ou você me engana
ou não está madura
onde está você agora?

Rotundas

Irrita-me solenemente gente que não sabe conduzir, principalmente nas rotundas.
Todos os dias de manhã apanho um azelha qualquer que decide fazer a rotunda como quer e ainda se acha cheio de razão se me meto feita maluca à frente dele só para lhe mostrar que está a fazer asneira.
Quando digo ele digo ela! Sim que para mim tanto há azelhas na estrada homens como mulheres.

No outro dia fiz a rotunda como devia, vem uma maluca qualquer que quase me bate, eu como maluca e meia fiz lhe uma rasante, devia-se ver como ela ficou, perseguiu-me, buzinou, colou o carro ao meu ainda cheia de razão.

Aqui fica em cima uma foto de como fazer rotundas, sim minha gente aprendam que não é todos os dias que ensino algo.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Botas


Imagem retirada de: http://mini-saia.blogs.sapo.pt/

Ontem comprei umas botas lindas que só elas (pelo menos para mim), parecidas com as da imagem acima, nº2, o tacão é mais grosso e mais alto.

Adorei mal as vi mas tem um senão, um tacão, e para quem só usa ténis é complicado adorar algo com o qual não consegue andar.

Calcei-as e achei-as confortaveis, não resisti e trouxe-as comigo.

Hoje decidi levá-las para o trabalho pois por lá ando pouco, mas dentro de um saco levei os ténis, não fosse o diabo tecê-las (risos).

A verdade é que me dei bem com elas, claro que os pés já estavam doridos e com algumas caimbras, mas nada comparado com as sandálias que levei ao casamento do meu irmão, isso sim foi um filme, e as dores que tive???! Nem é bom lembrar!!!

Acho que as dores maiores neste momento se devem às botas terem alargado, ou seja eu calço 38.5 (ténis), como normalmente nos sapatos se calça sempre mais comprei um 39, mas enganei-me redondamente devia ter comprado o 38.
Sim experimentei-as lá na loja e estavam bem, a unica resposta que vejo a isso é elas terem alargado com o andar.
Como estão grandes ao andar o pé sai-me da bota o que me leva a "segurar" melhor os pés lá dentro, chega a um ponto que doi como é logico.

Mas casmurra como sou, na próxima vez que andar com elas vou calçar umas meias mais grossas, ou então vou comprar umas palmilhas, sim que eu adorei as botas e estas são para usar e abusar até gastar a sola!!!

sábado, 6 de novembro de 2010

Aaaaiiii #1


Nunca lhe achei grande piada... muito puto, muito marado, sem grande coisa de se ver.
Mas confesso que me surpreendeu como ele está actualmente, com cara de homem, menos puto, com um pouco de charme, não sei...

Agradou-me!! E por mudar a minha opinião ele será o meu primeiro suspiro lol.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Vamos

lá mudar um pouco o rumo a isto, sim que até eu já começo a ficar farta de mim mesma.

Sim estou a sofrer, sim doi demais, sim as noites ainda me custam horrores, e é à noite que faço as maiores parvoices como rebaixar-me e ligar para ele ou mandar sms.

Mas...

Comecei uma dieta, feita por uma nutricionista.
Descobri que como muito pouco, dai o meu metabolismo estar lento e não perder peso.

Confesso que o que ela passou às vezes me custa comer, pois é tanta comida em tão poucas horas, ainda não tenho fome e já tenho de comer.

A verdade é que o transito intestinal melhorou, dia 25 tenho nova consulta vamos lá ver no que dá.

Tenho errado em algumas coisas, como não conseguir beber o 1.5lt de água, por vezes não jantar à noite, e esquecer-me de comer o iogurte antes de deitar, mas estou confiante que o resto vai compensar.

A partir de hoje vou ver se venho aqui mais vezes (quantas vezes já disse isto?). A ideia é tentar organizar-me, algo que tem sido extremamente dificil.

A ver vamos.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

1 semana (1mes)

He's Just Not That Into You (quotes from the book)




Cut your losses and don't waste your time . Why stay in some weird dating limbo when you can move on to what will surely be better territory? Don't want to hear it? Fine. Here's the answer you're looking for, "Hang in there, baby. He's not the loser everybody's telling you he is. If you wait and keep your mouth shut and call at exactly the right time and anticipate his moods and have no expectations about communication or your own sexual needs, you can have him!" But please don't be surprised if he dumps you or continues to drag you through a completely unsatisfying relationship.



He is a man made up entirely of your excuses. And the minute you stop making excuses for him, he will completely disappear from your life.



Men, for the most part, like to pursue women. We (men) like not knowing if we can catch you. We feel rewarded when we do.



Don't let the "honeys" and the "babys" fool you. His sweet nothings are exactly that. They are much easier to say than "I'm just not that into you." Remember, actions speak louder than, "There's no cell reception where I am right now."



Calling when you say you're going to call is the very first brick in the house you are building of love and trust. If he can't lay this one stupid brick down, you ain't never gonna have a house, baby. And it's cold outside.



He will always be able to play the "friend" card on you. He only has to be responsible for the expectations of a friend, rather than the the far greater expectations of a boyfriend. He's got the ultimate situation: a great friend with all the benefits of a girlfriend, whom he can see or not see whenever he wants to. He may be one of your closest friends, but I'm sorry to say ... as a boyfriend, he's just not that into you.



I don't want to be "sort of dating" someone. I don't want to be "kinda hanging out" with someone. I don't want to spend a lot of energy suppressing my feelings so I appear uninvolved. I want to be involved. I want to be sleeping with someone I know I'll see again because they've already demonstarted to me that they're trustworthy and honorable -- and into me.



Don't be flattered that he misses you. He should miss you. You're deeply missable. However, he's still the same person who just broke up with you. Remember, the only reason he can miss you is because he's choosing, every day, not to be with you.



It's very tempting when you really want to be with someone to settle for much, much less -- even a vague pathetic facsimile of less -- than you would have ever imagined. Remember always what you set out to get and please don't settle for less. These guys exist because there are a lot of women out there who allow them to.



Hey girl. Put down the penis, put your clothes back on, and go directly to your best friend's house. Do not find an excuse to stay. Do not think that because of all the crazy hotness of it all, it now means that you're meant to be together. Yes, break up sex does seem like a good idea, because hey, it's nice to have sex with someone you have these dramatic feelings about. It makes it all, well, dramatic. But now you know. It confuses everything and makes you separate sex and emotions. So now you don't ever have to make that mistake again. Got it? He's into the very-bad-idea-that-masquerades-as-a-good-idea, breakup sex. Over and out.



He's sniffing for something better, and when he doesn't find it, he gets lonely and comes "home." It's not that he's so into you. It's that he's so not into being alone. Don't give him the chance to break up with you for the fourth time. (Even the idea of it sounds beneath you, doesn't it?) Reset your breakup maximum to one and move on.



Cut him off. Let him miss you.



He doesn't need to be reminded that you're great.



There's a guy out there who's going to be really happy that you didn't get back together with your crappy ex-boyfriend.



No matter how powerful and real your feelings may be for someone, if that person cannot fully and honestly return them and therefore actively love you back, these feelings mean nothing.



Being lonely ... being alone ... for many people ... sucks. I get it, I get it, I get it. But still I have to say that yes, my belief is that being with somebody who makes you feel shitty or doesn't honor the person you are is worse.



Life is hard enough as it is without choosing someone difficult to share it with.



You deserve to be with someone who is nice to you all the time.

domingo, 24 de outubro de 2010

4 dias

Há tanto que tenho pensado.... será possivel estar-te a esquecer? Não me lembro do teu cheiro, não me lembro da tua cara, tento lembrar-me das coisas e não consigo.

Olho para trás e parece que acabamos há anos quando apenas faz amanhã um mês. Tu não dizes nada, e em mim a esperança de que voltes começa a ser nula.

Olho para trás e tudo parece uma nevoa, apenas ficou aquele primeiro mes que tivemos, aquele inicio, o que senti, o que sentimos, a parte feliz de nós, é disso que me lembro.

Sinto-me cansada!!!

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

domingo, 10 de outubro de 2010

Como é possivel...

Amar alguém que não retoma o nosso amor?

... que não luta pelo que eu achei que seria um para sempre.
... que me atira à cara que não o entendo, que não precisa de todas as chatices que tinhamos apenas porque acha que dá mais dinheiro para a casa que eu?
... que num momento me diz que por ele voltava mas no outro me diz que sou possessiva por ele.

Como se pode amar alguém irresponsável em tudo na vida, que só olha para o seu eu e se esconde dos problemas a ver se estes passam sem ele ter de fazer nada.

Mas eu amo, e de há 15dias para cá que luto para não amar, e há dias que penso que a luta está ganha, e há outros dias que vejo que afinal a luta ainda está muito no inicio e continuo a sofrer por ela.

E o que eu apenas queria era que um pozinho mágico existisse e fizesse com que ele mudasse e tudo voltasse ao nosso inicio de namoro, em que ele me olhava como unica, que me ouvia, que me amava como nunca ninguém amou em que eramos 1só e não 2.

Ou então que esse pozinho me fizesse esquece-lo.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Neste momento?

Neste preciso momento estou a olhar o relogio, e so penso que são quase 8horas, perto das 9 era a hora que chegava a casa...

Neste momento, ou melhor desde as 4 da tarde que só penso, vai a casa não vai a casa...

Neste momento só penso que não sinto o peito, que doi respirar, que se dormisse era o melhor remédio para não sentir.

Neste momento penso, quero mesmo que venha a casa nem que seja para vir buscar as coisas dele, para ao menos olhar para ele e ver se desvendo algo no olhar...

Parva eu sei.

domingo, 26 de setembro de 2010

E cai a ficha

E é quando passa a raiva que o resto vem ao de cima.

E é quando cai a ficha que tudo acontece...

Musicas da minha vida



Nobody knows
Nobody knows but me that I sometimes cry
If I could pretend that I'm asleep
When my tears start to fall
 
Nobody likes
Nobody likes to lose their inner voice
The one I used to hear before my life
Made a choice
 
Who's gonna be there after the last angel has flown
And I've lost my way back home
I think nobody knows, no
I said nobody knows

Nobody cares
It's win or lose, not how you play the game
And the road to darkness has a way
Of always knowing my name
 
Nobody knows
Nobody knows the rhythm of my heart
The way I do when I'm lying in the dark
And the world is asleep
I think nobody knows
Nobody knows
Nobody knows but me
Me

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Outro ele**

Este é um outro ele, sim que colocar nomes aqui no blog nem pensar...

Por isso ele**:

Foi aquele que me fez sonhar de novo, que me mostrou que apaixonar-me de novo era possivel, que amar a um ponto como amei existia.
Era aquele que me defendia contra tudo e todos, que esperava o tempo que fosse preciso para que nos aceitassem, que adormecia agarrado a mim quase que com medo que eu fugisse dali, que me aparecia de surpresa ao trabalho, com quem eu tinha conversas de horas e horas, muitas delas com direito a uma directa para o trabalho.
Foi aquele a quem dei aquele beijo de filme, debaixo de chuva, aquele beijo que ao ser dado nos fez arrepiar aos dois, aquele que num simples segundo me senti dele e ele meu, em que nos tornamos um unico.
Ele era aquele que me ouvia, que olhava para mim como nunca ninguem olhou, se calhar olharam se calhar nunca dei conta, mas com ele dei.
Foi aquele que juntou um monte de musicas no mp3 e um dia chegou perto de mim e disse "ouve-as, estas são as musicas que me fazem lembrar de ti, são as tuas musicas", era aquele que quando algo acontecia era comigo que vinha ter.
Ele** era aquele que em qualquer momento que estivesse perto de mim não se cansava de me dizer amo-te ao ouvido.
Ele** era aquele sonho, aquele que fez com que eu baixasse todas as minhas barreiras, aquelas barreiras construidas ao longo de uma vida complicada!

E passado 3meses de namoro, ele foi aquele que conseguiu que ganhasse barreiras de novo, foi aquele que me mostrou que se calhar não era tão perfeito assim, foi aquele que me mostrou que toda a gente tem dois lados e foi aquele que me fez chorar.

Hoje passado 1ano ele é aquele pelo qual tenho um amor/odio...

E com ele aprendi que lutar por alguém não vale de nada, que sonhos não existem e amores perfeitos só existem em contos de fadas.
Ele é aquele que me faz acreditar que homens bons, e amores bons só existem para algumas pessoas e que eu não estou incluida nesse rol.

Um dia se calhar mudo de opinião, não sobre ele pois dele já não espero nada, mas de outro alguém que apareça.

Mas, por tempo indeterminado vou manter fechado a sete chaves o amor que tenho para dar, e la escondidinho também ficará o meu romantismo, a minha esperança, aquela esperança que ainda me leva a acreditar em sonhos.

Life goes on....

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Tanto para dizer e tão pouco tempo

1º que tudo o pai do meu ex faleceu a semana passada, não o reconheci dentro daquela caixa, magro, encovado, visão tipica de quem esteve muito doente antes de morrer.

Irritou-me profundamente a maneira como a familia dele, não a directa mas tio e alguns primos, nada que não se tenha resolvido com um alto e sonoro "não devo nada a ninguém, nesta altura só me faz falta quem cá está", e isto foi algo que aprendi com o desenrolar da minha "precoce" vida.

2º Acho que vou começar a contar aqui certas coisas da Santa da minha mãe, tal como no funeral dizer algo do tipo "pelo teu pai não choraste tu". Para quem não sabe eu não tenho grande relação com a minha mãe, fui criada pela minha avó, e convenhamos que ela nunca soube ser uma mãe à altura de qualquer filho.

3º e não menos importante... já alguém leu a ultima da Sô Dona Luciana Abreu? Acho que aquilo do bebe + "amor ri-te para te ver" and so on , está a afectar muito a miuda, alem disso daqui a nada aquilo dá filme, daqueles que uma pessoa só de ver o generico vomita... ok sempre podemos chamar o Djalo para filmar enquanto se vomita... Haja paxorra...

xoxo Gossip Patricia :P e tenho dito...

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

ELE

Ele é um homem de 54 anos, 2filhos, 1mulher que ama, 1 enteada, 1 neta, sem os demais familiares.

Ele é aquele que trabalha porque adora, mas essencialmente porque quer uma vida melhor para os seus.

Ele é aquele que foi para fora à procura de uma vida melhor, desde que o conheço que a vida dele foi isto, vai para aqui vai para ali, quando estava em casa não descansava pois o gosto dele era trabalhar e não estar ali parado.

Ele é aquele que todos os dias liga à mulher, que não se esquece de datas, que lhe manda postais por correio, que não se cansa de dizer que a ama mesmo passado 29 a 30 anos juntos.

Ele é aquele que viu sempre primeiro a familia e só depois os outros, e embora já não seja nora dele, ainda sinto uma parte minha ali porque sempre que precisavamos ele estava lá para nós.

Ele é aquele de de uma hora para a outra lhe deu um AVC, aos 54anos, deixando-o paralizado do lado esquerdo. É aquele que quando tinha esperança que tudo ia melhorar lhe deu outro AVC ainda no hospital, que o deixou com tubo de alimentação, com argália e apenas a conseguir mexer o braço direito e é aquele a quem deu o 3º AVC ontem...

Pelos vistos já não mexe nada!

O pior de tudo é que está consciente de tudo, ouve as pessoas, responde com olhares, antes com a mão que conseguia mexer, é um ser vivo dentro de um corpo quase todo ele morto.

E doi, doi ver alguém que não merece nesta situação, uma pessoa cheia de vida, tão nova assim.

Não vê a neta crescer!!!

Os filhos já não reagem, quando tem esperança esta é retirada. A mulher nunca a vi assim...

Quando o meu irmão viu o titulo do meu blog perguntou "Mas estás inconformada?" e eu digo que sim, com a vida que é injusta, que é traiçoeira. Com tudo o que se passa em minha volta tal como esta situação.

E que venha o primeiro dizer que a eutanásia não deve existir... Devia existir, devia ser lei.

E mais não digo!

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Hoje

Hoje a minha cor é o roxo.... Posso dizer que adoro o meu relógio posso?
A maquineta é que não é esta da foto, a minha tem apenas as pedrinhas, sem numeros.

Miudos de hoje em dia

Cenário: Café

Miuda com os seus 13/14 anos, de corpo poderia parecer ter mais, barriga à mostra, oculos de sol na cabeça, montes e montes de pulseiras no pulso, nada de novo nos miudos de hoje.

Nariz empinado, tipico de quem quer mostrar que já é adulta, peito para a frente para se mostrar, quem olha diz que ela tem 16 pelo menos. Até aqui tudo bem...

Aqui chega a parte em que o pai diz "olha já viste quem está aqui no jornal?" ela olha e sem mais nem menos apresenta a miuda de 13anos, ou até menos, que é. Pincha, grita, enquanto diz que é o jogador x, "posso levar pai, posso?".

Sentada na mesa com o pai, ouve -se o pai chamar atenção..

"então Ana, não foi essa a educação que te dei, a pavoneares-te toda para aqueles miudos? Viste bem a idade deles? "

"está bem pai"

"Oh Ana nem parece teu, que se passa com as mulheres de hoje em dia? Aquilo é só mesmo para andar contigo e deitar fora. É isso que queres?"

"Oh pai achas mesmo??!!"

Conversa continua... aqui já não ouvi metade.

Pai paga o café e o jornal onde vinha o tal idolo e ela pega e tira 5euros do troco do pai, senhor do café "então é assim?", pai todo contente "oh não é a primeira vez que ela me faz isso, está sempre a tirar", ela mete cara de menina adulta de novo, como quem diz eu é que mando e diz ao pai que este fim de semana tem de ir às compras com ela e acabou, o pai argumenta que está de férias e praia é melhor ao que ela responde "oh pai praia não, compras e acabou", pai cala-se.

Saem do café, nisto saio eu a comentar com o gajo lá de casa aquela situação toda, das miudas de hoje em dia se armarem em adultas e não o serem até que vemos o pai a deixar a menina na mãe, e nisto a adulta volta a criança "oh pai sabes porque é que eu não os comprimento (os tais rapazes que o pai falava ao inicio), porque eles não falam sequer para mim"....

E eu questiono-me, o que se passa com estes miudos de hoje?

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Felicidade

Ontem vi uma frase de uma colega minha onde dizia "sera que a felicidade existe?"

Sim eu também já me questionei várias vezes sobre isso, sim também sou uma descrente em muita coisa, mas de uma coisa eu tenho certeza a felicidade existe e muitas pessoas se pensarem bem vêm-na em várias coisas em vários momentos.

Se não conseguirmos ver a felicidade desta forma de que nos vale estar vivos?

A felicidade para mim é:

- A minha filha.
- O dia que soube que estava grávida.
- O dia que casei, sim já me divorciei mas aquele dia foi de felicidade.
- O dia de casamento do meu irmão.
- Saber que vou ser tia.
- Olhar para a minha vida e ver que embora muita coisa esteja errada, saber que há pessoas em muito pior situação que eu.

O por do sol, o nascer do sol, o cheiro de um sitio novo, o cheiro de um livro, o cheiro a terra molhada, o sol, a chuva, um banho relaxante depois de um dia cansativo, um sorriso, um olhar...

O sorriso da minha filha....

A vida é feita destes pequenos momentos, mesmo que a nossa vida tenha muita coisa negativa temos de pensar no bom que já houve e no bom que ainda pode vir por ai.

Sou pessimista por natureza, faço muita coisa errada mas no meio de todo o azar, de tudo o que está errado, de toda a tristeza que poderá haver na minha vida uma coisa é garantida na minha vida... vou continuar a lutar e a viver porque até ao fim dos meus dias eu quero apreciar tudo o que há de bonito no mundo.

E a vida são 2dias... 1 já acabou... Aproveitem!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Porque




chorar de imensa FELICIDADE é possivel!!!

Hoje sinto-me feliz e ninguém me irá roubar esta felicidade.

Porque hoje estou com o coração cheio, tão cheio tão cheio que as lágrimas caem sem dar conta....

Ser mãe vs estar desempregada


Não, não sou eu mas sim um texto que li sobre uma menina que dizia que queria ser mãe e o marido achava cedo, mas que ela queria e muito, que não entendia o porquê de o estado e segurança social não ajudarem em casos como o dela.

Até aqui tudo bem, tirando a parte do estado e da segurança social.
As pessoas estão tão habituadas a estar em casa a coçar a micose, enquanto o estado paga rendimentos minimos, subsidios de desemprego, rendimentos de inserção e afins que como é lógico hoje em dia compensa mais estar em casa a ver a novela, ou as tardes da Julia, ou até mesmo no café a falar da vidinha alheia de cada um, sem sequer olharem para o seu próprio umbigo.

Mas passando à frente que isto um dia vai dar post, sim que o meu irmão foi pedir empregados ao fundo desemprego, visto estar cheio de trabalho e só um apareceu para trabalhar, o resto da "gentinha" só levou um papel para ele assinar, mas depois venho aqui contar o tipo de pessoas que este estado está a criar.

Ora bem, voltando ao assunto ser mãe, perguntaram a esta menina que idade tinha e o porquê de o marido achar cedo terem filhos, até que ela responde que tem 20 ele 25 e que ela está desempregada... aqui entendi a parte de "ah e tal a segurança social devia ajudar casos como o meu..." ok, procurar emprego é que não, para quê?

O marido tem emprego certo, ela recebe do fundo desemprego de certeza...

E lá estou eu a fugir de novo ao titulo, shame on me....

Ora bem, que uma mulher engravide "sem querer", embora o sem querer para mim é muiiiito relativo, e esteja desempregada... entendo que se veja aflita.

Uma mulher que engravide e coitada acaba o contrato e vem para a rua... Sim entendo.

Agora como pode uma mulher querer ser mãe sem ter condições para tal?

Hoje em dia não podemos dizer "ah eu quero um flho por isso vou tê-lo dê por onde der", egoismo puro...

Claro que não vamos estar à espera que nos saia o euro milhões, não nem eu que sou radical faria isso, mas pelo menos ter as coisas mais ao menos organizadas, isso sim deve-se fazer.

Ora vejamos, é preciso comprar bens essenciais para uma criança, é preciso roupa, medicamentos, idas ao médico, se não tiver leite materno para dar é preciso leite de farmácia que caso não saibam é carissimo.

Um filho não se cria só com amor, hoje em dia não.

Se fosse por aí eu também queria um filho... eu teimo todos os dias que a minha filha tem de ter um irmã/o mas como tenho a cabecinha bem acente eu penso, neste momento ela tem 4anos ainda precisa muito de mimo, se não tenho tempo para ela como vou ter para 2?
Se a minha vida não está estavel que estabilidade irei eu dar a 2seres que não tem culpa de vir ao mundo?

Por isso há que pensar antes e agir depois. Uma coisa é se dizer "eu quero um carro" e no dia a seguir vai à loja e endivida-se até aos dentes, outra é se dizer "eu quero um filho" e tê-lo...

Um filho não é um objecto, em que se usa e se chatear muito ou se não der para sustentar se deita fora, ou então ir à Deco, quem diz Deco diz outra instituição qualquer, pedir ajuda "olhe eu tenho um filho mas não tenho como sustentá-lo dá para ficar ai com ele até eu poder tê-lo de volta?"

Que se passa neste raio de mundo?!!

sábado, 21 de agosto de 2010

"A thing of beauty is a joy for ever"

"I almost wish we were butterflies and liv’d but three summer days–three such days with you I could fill with more delight than fifty common years could ever contain." – John Keats

Bright Star

Vi este trailer no blog da Neni, adorei o trailer, saquei o filme e... Amei o filme.

Lindo!!!

Devia haver amores assim, amores inocentes, amores eternos, amores onde falam de sentimentos, onde vivem cada momento como se do ultimo se tratasse.

sábado, 7 de agosto de 2010

Eu???!!!


Eu sou aquela que deixou de acreditar que o amor existe... Não para os outros mas para mim.

O amor é lindo, é optimo, é um sentimento unico mas acredito piamente que só aconteça a algumas pessoas serem felizes.

Nem todos podemos ser iguais eu sou uma delas.

E agora vou ali tomar banho que tenho um curso ´para fazer.

Até Já!!!

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Segunda feira

Ora vamos la ver se consigo fazer disto um diario.

8.30- 1 iogurte liquido

10.30 - Café com leite + Pão torrado com manteiga

13.00 - Sopa + Massa com frango estufado (nao comi o frango)

Dificil

Confesso que está a ser dificil conciliar o blog e a minha vida, tenho andado cansada e a força de vontade está em falta, muito em falta.

As tarefas da 2ª semana são:

Tarefas diárias – BÁSICAS

Vamos beber:
Pelo menos 1,5 litros de água por dia – 5 pontos
Pelo menos 1 chávena de chá por dia da vossa preferência – 5 pontos
Vamos pôr creme hidratante/anti-celulite no corpo – 5 pontos
Mentalização - 5 pontos

Tarefas diárias – ALIMENTAÇÃO

Pelo menos:
1 sopa por dia – 5 pontos
1 dose de legumes/salada – 5 pontos
2 peças de fruta fora das refeições – 5 pontos
Semana sem fritos – 5 pontos (eu sei que a maior parte de nós já não come alimentos fritos mas, e falo por mim, às vezes é difícil encontrar alternativas em diversas situações que não controlamos, como por exemplo, jantares de família. Por isso, vamos tentar nem lhes tocar e comer mais salada!)

Tarefas semanais – DESPORTO

Vamos fazer, todos os dias, pelo menos:
1 caminhada (por dia) durante pelo menos 20 minutos – 10 pontos
25 abdominais – 5 pontos
25 flexões – 5 pontos
5 minutos de alongamentos – 5 pontos

Tarefas semanais – ESPECIAIS

Vamos criar um prato totalmente light mas com um toque gourmet (peixe cozido com legumes é light, mas não tem muita piada, pois não?). Para além de tirarmos uma fotografia e colocarmos no blog (tal como já foi feito noutros desafios) vamos descrever todos os passos da feitura da receita com as devidas quantidades especificadas. Assim, estaremos a ajudar-nos umas às outras e a partilhar conhecimentos na área da cozinha!

Tarefa prato light vale 20 pontos.

Esta semana temos uma tarefa super especial que vai desafiar os nossos limites. Não…não vamos correr a maratona, vamos simplesmente dedicar uma hora a nós próprias. Só nós e os nossos pensamentos. Sem telemóveis, computadores, televisão, preocupações ou desatenções.

Não vale passar essa hora às compras, no cabeleireiro ou na manicura.
O aconselhável é que se esforcem por estar uma hora com os vossos pensamentos, ideias, em meditação ou não. Passeiem na rua, na praia, à beira-mar ou fiquem simplesmente no sofá. Desliguem para se ligarem com mais energia depois! Contem no vosso blog a experiência.

Tarefa “Uma hora comigo” vale 50 pontos

segunda-feira, 5 de julho de 2010

3º dia do desafio

Confesso que não tenho seguido nada do desafio, beber a agua tem sido um martirio, no maximo bebo meio litro.

A ginastica nem tempo tenho para pensar nisso, e comprei eu uma bicicleta eliptica...

As refeições tem sido comidas rapidas, sabado entao nem comento.

Mas deixa la colocar aqui as regras e a pontuaçao ate agora.


Sexta feira:

1.5lt agua: 0 pontos
1 chavena cha por dia: 0 pontos
Creme hidratante: 5pontos

1 sopa dia: 5 pontos
1 Dose legumes: 5 pontos
2 peças fruta: 0 pontos

1 caminhada (por dia) durante pelo menos 20 minutos – 0 pontos
20 abdominais –0 pontos
20 flexões – 0 pontos
5 minutos de alongamentos – 0 pontos

Mentalização – 0 pontos

A tarefa do livro, recomecei o Lua nova que tinha ficado na pagina 26 lol falta de tempo e vontade.

O ultimo livro que li até ao fim foi o Crepusculo. Falar sobre ele penso que nem vale a pena pois acho que toda a gente já o leu não?

Mas posso dizer que vi o filme mais de 15x posso??? lol

Sabado:

1.5lt agua: 0 pontos
1 chavena cha por dia: 0 pontos
Creme hidratante: 0pontos

1 sopa dia: 0 pontos
1 Dose legumes: 0 pontos
2 peças fruta: 0 pontos

1 caminhada (por dia) durante pelo menos 20 minutos – 0 pontos
20 abdominais –0 pontos
20 flexões – 0 pontos
5 minutos de alongamentos – 0 pontos

Mentalização – 0 pontos

Domingo:

1.5lt agua: 0 pontos
1 chavena cha por dia: 0 pontos
Creme hidratante: 5pontos

1 sopa dia: 0 pontos
1 Dose legumes: 5 pontos
2 peças fruta: 0 pontos

1 caminhada (por dia) durante pelo menos 20 minutos – 0 pontos
20 abdominais –0 pontos
20 flexões – 0 pontos
5 minutos de alongamentos – 0 pontos

Mentalização – 0 pontos

Total dos 3 dias: 50 pontos a contar com a tarefa do livro.

A parte boa é que não tenho tido compulsoes alimentares.
A nutricionista esta a ser adiada pois a hora da mesma é a hora em que tenho de levar a minha mãe ao cemitério ao meu pai, por isso so daqui a 15dias poderei ir a nutri.

Força de vontade é o que me falta irra!! :)

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Tarefas do desafio

Tarefas diárias – BÁSICAS

1,5 litros de água por dia – 5 pontos
1 chávena de chá por dia da vossa preferência – 5 pontos
Vamos pôr creme hidratante/anti-celulite no corpo – 5 pontos

As quantidades são indicativas e os mínimos aconselháveis. O chá é ao vosso critério, mas já sabem que o verde tira o sono à noite (eheh) e o erva-príncipe é óptimo para as digestões. A ideia é beber chá. Todos têm boas propriedades.

Tarefas diárias – ALIMENTAÇÃO

Pelo menos:
1 sopa por dia – 5 pontos
1 dose de legumes/salada – 5 pontos
2 peças de fruta fora das refeições – 5 pontos

É só para não nos esquecermos dos nutrientes essenciais que todos estes alimentos contêm.

Tarefas semanais – DESPORTO

Vamos fazer, todos os dias, pelo menos:
1 caminhada (por dia) durante pelo menos 20 minutos – 10 pontos
20 abdominais – 5 pontos
20 flexões – 5 pontos
5 minutos de alongamentos – 5 pontos

Como é óbvio, quem já anda num ginásio e faz, por exemplo, uma hora de exercício físico, não terá de fazer uma caminhada para pontuar. Esse movimento já é considerado. Como o será, por exemplo, uma outra actividade desportiva que implique movimento e suor, jogar à bola com os miúdos, jogar raquetes na praia ou passear o cão (no mínimo 20 minutos).

O ideal é complementar a caminhada (ou o que fizerem) com os abdominais, as flexões e os alongamentos. O corpo está quente e os exercícios são melhor aproveitados pelo organismo. Não se esqueçam dos alongamentos. Evita dores musculares, são óptimos para relaxar a mente e ajudam-nos a ter a noção das nossas medidas. O desafio é fazerem isto todos os dias mas só pontuam os dias que o fizerem.

Tarefas semanais – ESPECIAIS

Vamos efectuar uma mentalização, à noite antes de adormecer ou de manhã se preferirem, sobre a nossa perda de peso – 20 pontos por dia

Ideias: Digam para vocês próprias: “Eu sou magra!” durante várias vezes e acreditem nisso; ou imaginem-se com o vosso corpo ideal. A mente é uma ferramenta extraordinária e acredita naquilo que nós lhe indicarmos. Experimentem!

Vamos começar a ler um livro qualquer, divulgar o seu título no blog e escrever no blog sobre o último que lemos – 30 pontos

Caso tenham iniciado uma leitura há pouco tempo não há necessidade de iniciar uma nova. Quem não gostar de ler, simplesmente, não cumpre esta tarefa, é simples

terça-feira, 29 de junho de 2010

Ora bem

Pesei-me hoje, é dificil ultimamente fugir da balança pois sempre que tenho uma encomenda de bolos confirmo o peso do bolo ao pesar-me, ou seja peso-me sem bolo e depois com bolo para fazer a diferença, é o que dá só haver esta balança lá em casa.

Então e o peso foi 74.8kg, +5kg certinhos que há 8meses atrás, aprendi ou aceitei por assim dizer que quando não ando bem mato as magoas na comida, fiz da comida um consolo, se estou mal toca de atacar os doces, se estou nervosa o mesmo, confesso que nem sei como não estou com muito mais peso que apenas estes 5kg a mais.

Claro que se pode pensar, tal como eu penso, ok já sei qual o meu mal, agora sempre que estiver mal e tiver vontade de comer só tenho de me controlar. A verdade é que não consigo, nem sequer dou conta do que faço e vi isso ontem, um dia perfeito sem exageros e cheguei á noite enquanto fazia uma receita nova de cupcakes ia petiscando, o vicio já é tanto que só dei conta quando parei 2segundos e vi o que estava a fazer.

No que me sinto pior nem é ao ver o peso, mas sim a subir escadas, ao não ter roupa que me sirva, ao não conseguir calçar umas meias ou os tenis porque a barriga incomoda, ou porque o simples baixar-me ou vestir a minha filha me deixa sem ar.

Sabado se tiver tempo vou a nutricionista pela primeira vez, a ver se ela me ajuda com este vicio horrivel.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Inicio

E começo com um desafio, já me inscrevi nele, só estou à espera de confirmação!

Escusado será dizer que desde que faleceu o meu pai engordei quase 6kg... é a minha sina.


http://desafiozen.blogspot.com/