quinta-feira, 25 de outubro de 2012

1 # Carta para o teu melhor amigo

Se há uns anos me dissessem que estarias incluida na minha vida diria que era mentira, se naquela altura me dissessem que serias parte de mim como uma irmã que apenas não partilhou a mesma mãe, acharia estranho!
Quem disse que para se ser irmã se tem de partilhar o mesmo sangue?
Sempre me ajudaste, nos maus momentos, nos péssimos momentos, nas alturas de desespero em que nem eu sabia o que fazer da minha vida.
Sempre me ouviste, mesmo em dias que nem eu mesma me suportava.
Deste-me a oportunidade da realização de um sonho, ser tia, e melhor que tudo ser madrinha da minha sobrinha.
Sinto que a maioria das vezes não te retribuo o que já fizeste e às vezes fazes por mim, sinto muitas vezes que falho porque não te ouço como me ouves, porque és mais de guardar para ti o mau da tua vida.
Por vezes penso que devia teimar, devia perguntar mil e uma vezes se fosse preciso, o que tens, porque estás triste, que se passa.... mas sei que a resposta vai ser "está tudo bem" quando a maioria das vezes não está.
Mas tirando isto tudo, és a melhor cunhada e amiga que podia pedir, e espero que o sejas por muitos muitos anos.
Adoro-te mula, como quem adora um irmão!

Sem comentários: